705 Usuários online agora
705 Usuários online agora
Bem-vindos à Comunidade Oficial do Google AdWords
star_border

Digitalks 2013 - Rio

No último dia 7, aconteceu aqui no Rio o Fórum de Marketing Digital Digitalks. O evento já existe desde 2009 e roda diversas cidades brasileiras com palestras sobre marketing digital.

 

O dia foi muito corrido e muita informação boa foi divulgada. Fiz um resumo do que rolou em algumas das palestras ocorridas no evento e vou tentar compartilhar aqui com o pessoal.

 

Percebi que neste ano a discussão girou muito em torno dos dispositivos móveis. Algumas pesquisas recém-divulgadas indicando o crescimento efetivo no uso de smartphones e tablets e análises de atividades em determinados horários pelos usuários destes dispositivos preencheram os slides de alguns palestrantes.

 

A primeira palestra do dia foi do Rodrigo Vale, da Google. A palestra foi sobre o desenvolvimento de um ecossistema de negócios na internet. Ele falou sobre as dificuldades que existem para se trazer a grande massa para a internet e como isto tem melhorado de alguns anos para cá. Citou a quase inexistência de acesso à web em regiões como o norte do Brasil e que agora, mesmo ruim, ela já existe. Parte desta melhoria creditada ao aumento da renda do brasileiro.

 

Mostrou os dados da pesquisa do IBOPE sobre os hábitos do internauta brasileiro como por exemplo 76% deles navegam na web assistindo TV e que 51% dos consumidores fazem uma busca logo depois de serem impactados por um comercial na televisão.

 

Falou também sobre um case, que eu não conhecia, de uma queniana que queria vender bolos pela internet. Algo normal se não fosse um detalhe: no Quênia não existia internet. Mesmo assim ela persistiu na ideia de montar a sua loja virtual. Foi quando descobriu que na Europa existiam muitos quenianos com um bom poder aquisitivo e passou a direcionar seus anúncios para este público com uma chamada do tipo: "sua mãe faz aniversário e está no Quênia? Mande um bolo para ela. Nós entregamos". Achei fantástico.

 

Mas segundo Rodrigo, há ainda muito a fazer, pois, segundo o CGI, 62% dos microempresários consideram que não necessitam da internet para os seus negócios.

 

Ele ainda nos mostrou um gráfico com uma escala de complexidade para inserir um negócio na web. Do menos complexo ao mais complexo na seguinte ordem de categorias: serviços, turismo/lazer e varejo. O segmento de varejo é o que possui a maior complexidade para introduzir o negócio no meio digital.

 

Em seguida entrou no mercado mobile falando de como já existem negócios que estão convertendo muito via smartphone. Citou dois exemplos curiosos de negócios que possuem muitas vendas por meio de dispositivos móveis: venda de caixões e de telas de proteção para apartamentos. Os motivos já podem imaginar.

 

O Rodrigo ainda sugeriu que as agências digitais foquem e desenvolvam cada vez mais serviços direcionados às empresas de pequeno porte. Que criem ferramentas que facilitem o trabalho em escala. Assim poderão entregar boas soluções por preços diferenciados.

 

Para finalizar falou sobre o programa Google Business Group. Quem quiser saber mais sobre o programa segue o link. Quem quiser ter acesso ao slide exibido na palestra, ele está disponível no Slideshare.

  

Tivemos um painel com 4 palestrantes e um debate sobre O Comportamento do Mercado.

O João Torres, da IVC, veio com uma série de gráficos para mostrar como os brasileiros consomem notícias. Destaco o gráfico sobre o consumo das notícias durante o dia, segmentado por dispositivo. Ficou muito claro que os brasileiros estão cada vez mais usando os PC/laptops dentro do horário comercial e fora dele os smartphones e tablets estão dominando. Caso queira ver o slide apresentado, o link é este aqui.

 

Na sequência veio a Regina Garrido, da ExactTarget com o tema: Como construir relacionamento e vender com e-mail marketing. A palestra da Regina foi muito interessante e mostrou a força do e-mail marketing, quando bem feito para um público muito bem segmentado. Um dado interessante mostrado por ela é que 79% dos consumidores online brasileiros iniciam suas atividades na internet lendo seus e-mails.

A Regina mostrou que o disparo para uma base não segmentada trás muito menos retorno que envios direcionados. Um gráfico com os níveis de relevância x aumento de receita mostraram que o disparo massivo pode trazer taxas de conversão de 1,1%. Já os envios segmentados por comportamento podem chegar a taxas de 3,9% de conversão. Ela citou também os disparos utilizando-se de modelos de análise preditiva. O formato é espetacular. Encontrei este artigo aqui que explica um pouco sobre a aplicação em e-mail marketing. 

Ficou claro que se o e-mail marketing for bem planejado, tiver uma base enxuta e segmentada e seguir todas as boas práticas pode trazer resultados surpreendentes por custos muito atrativos.

Bem, quem quiser ver a apresentação completa da Regina, elas estão disponíveis aqui.

 

Logo depois quem falou foi o Bernhard Schultze, da SEO Marketing. O assunto foi O comportamento do consumidor pela ótica das palavras-chave. Como foi muito rápido, ele nos mostrou como os usuários utilizam a web para buscar coisas. Quando não sabem o que querem, iniciam com uma pesquisa mais genérica e vão se aprofundando cada vez mais. Ele deu o exemplo de bicicletas. E depois que decidem exatamente o produto que querem começam a pesquisar informações sobre a loja.

Achei legal, pois reforça a importância do relacionamento que as lojas mantém com seus clientes. Nessa busca entram principalmente redes sociais e sites de apoio ao consumidor. Muito bom. O slide da palestra dele está disponível aqui.

 

Na sequência do painel, a última apresentação foi do Gustavo Pereira, presidente da ABRADi-RJ que falou sobre O cenário do mercado digital no Rio de Janeiro. O destaque na apresentação dele ficou por conta da mudança de como as agências tem se apresentado aqui no Rio. Em 2009 apenas 10% delas apresentavam-se como especializadas em alguma área e 90% como full service. Em 2012 este número mudou para 30% especializadas e 70% full. Bem interessante esta informação. Ele também falou sobre a média de salários para algumas especialidades da área. Quem quiser ver o slide da palestra do Gustado o link é este.

 

Para fechar o painel sobre o comportamento do consumidor, houve um debate com os quatro palestrantes que basicamente girou em torno de dúvidas sobre SEO, como o uso de artigos copiados em diversas páginas e punições de páginas.

  

Depois do almoço o evento continuou com a palestra do Gustavo Guanabara, do blog Tudo para Wordpress, listando em seus sliders as 50 Dicas para Acabar com sua Vida/Carreira/Empresa nas Mídias Sociais. Foi uma palestra leve, com boas (e engraçadas) dicas e exemplos de casos reais.

Ele mostrou um dado indicando que 90% dos recrutadores olham os perfis dos candidatos nas mídias sociais e 69% destes rejeitam os candidatos depois de observarem o que publicaram em suas redes. Na ordem de busca por mais informações temos, acreditem, o Linkedin na terceira posição. Antes vem o Facebook e Twitter.

Para destruir sua carreira os destaques foram para a falta de noção ao postar fotos de biquíni e com bebidas, o excesso de comemoração ao chegar a sexta e a tristeza da segunda-feira, reclamar do trabalho/chefe e por último faltar ao trabalho e fazer check in/postar fotos na praia. Falou sobre curtir os próprios posts...

Nas dicas para destruir a empresa figuraram opções como confundir as contas pessoais com as da empresa, errar pesado no português e brigar com o cliente pelas redes sociais.

Em um tom super bem-humorado ele tratou de um problema sério. Achei muito show a palestra.

 

Seguimos com o Tiago Luz, da Infracommerce. Ele falou sobre Tudo que você precisa fazer para vender mais no e-commerce. Começou com a importância do relacionamento com o cliente. Como os clientes gostam de mimos, de se sentirem importantes. Como pode fazer diferença o envio de um cartão de agradecimento escrito à mão e como é baixo o custo de uma ação assim.

Uma das dicas que achei legal foi sobre os comentários dos produtos nas lojas virtuais. Fez um comparativo com uma danceteria vazia. Ninguém quer ser o primeiro a entrar. Uma balada cheia e movimentada atrai muito mais. Então as empresas precisam tirar o produto desta inércia.

Eu também acho necessário planejar e encontrar meios para motivar os clientes a comentarem sobre os produtos que adquiriam.

Ele mostrou que o cliente mais importante para a empresa é aquele que já efetuou uma compra antes. Este cliente não terá mais que preencher um formulário. Falou ainda sobre como as cores de um site influenciam na compra e indicou o KissMetrics para auxiliar nesta escolha.

 

O Rafael Lodi, da FastCommerce falou sobre O que avaliar na escolha de uma plataforma de e-commerce. Gostei das 7 considerações que ele listou. O slide que ele usou na palestra está muito bom e simples de compreender. Quem quiser saber mais é só dar uma olhada.

 

Acho que por enquanto é isso. Tiveram mais algumas palestras legais e em breve coloco mais considerações. Espero que gostem. Comentem aí o que acharam.

 

Abraço!

 

--

José Dantas

 

 

 

Sobre José Dantas

Apaixonado por tecnologia e internet. Em um constante processo de aprendizagem no Marketing Digital. Quando penso que acabou, vem mais coisas novas para aprender. Trabalho com o Google AdWords desde 2008 quando prospectei o meu primeiro cliente e sempre fico feliz em falar que a nossa parceria em publicidade online continua até hoje.

Comentários
por EmporioHT
Maio 2013

Olá Jose,

Dá até uma dor no coração de ver seu resumo, eu tive tudo pra estar lá, mas infelizmente tive que cancelar para atender um cliente aqui na empresa. =/
Ma seu resumo está muito bom, obrigado por compartilhar conosco sua experiência. Espero que no próximo eu consiga ir.
Abraço e até mais!

por JoseDantas Principal Colaborador
Maio 2013

Que bom que gostou Diego...rsrs. Foi uma pena não ter conseguido ir. Foi bem legal mesmo. Faz uma força para ir no encontro do dia 25 lá em São Paulo. Abraço!

por RicardoFernande Estrela em Ascensão
Maio 2013

Como não sou um usuário de Facebook, achei sensacional a parte em que você falou resumiu do "Como destruir sua carreira com as mídias sociais".

 

Precisamos aprender e instruir o bom uso de redes sociais dentro das empresas... Se for utilizado de forma saudável a empresa e o colaborador podem ganhar muito com isso!

 

Tags