1.1K Usuários online agora
1.1K Usuários online agora
Bem-vindos à Comunidade Oficial do Google AdWords
star_border

No ritmo da boa propaganda

Se tem algo que gosto mais do que trabalhar com propaganda, é dançar a dois

Você e ela juntinhos, no mesmo ritmo e curtindo a fluidez da melodia. O cavalheiro conduz e a dama segue seus movimentos até que música se transforma em imagem para quem vê de fora. E a dança tem muito mais a ensinar ao marketing do que pode-se imaginar.
 
Nós agora não estamos mais na frente do computador, estamos num baile em que a música já está tocando. A música sempre estará tocando, não conheço uma pessoa viva que tenha sido a primeira a dançar naquele mercado, e é preciso se adaptar à velocidade do ritmo. É possível escolher onde ir, mas não a velocidade da música ou como as coisas acontecem.
 
A luz indireta ilumina a pista quase vazia e do outro lado do salão você avista a desconhecida que lhe chamou a atenção. Bom, se está na chuva é para se molhar, vá chamá-la pra dançar!
 
woman-with-a-drink.jpg
 "Vai me deixar sozinha aqui, bonitão?"
 
Todo tipo de dúvida passa pela sua cabeça, mas apenas de uma coisa é preciso entender: a dama não quer saber se você tem diploma em dança, se concluiu o MBA em Gestão de Ritmo com a Mão Esquerda ou coisa parecida. Nessa etapa do funil ela quer ouvir apenas "vamos dançar essa música". É importante respeitar cada etapa.
 
Ela aceita o convite, se ajeita em seus braços e essa é a hora de mostrar que seu produto funciona. Não adianta querer dançar bolero se está tocando forró, pode até ser que seja um ritmo "premium", mas não é isso que está tocando nem é isso que ela quer. Ela veio para dançar forró, então dance forró. No próximo final de semana você oferece todos os benefícios do bolero avançado, por enquanto corresponda às expectativas e dê um passo de cada vez.
 
Começa a próxima música e também o engajamento entre vocês dois. Mesmo que os demais casais estejam fazendo piruetas e girando mais que piões, é melhor fazer os passos que você sabe do que tentar algo diferente e deixá-la cair no chão. Uma mulher que cai jamais vai dançar contigo de novo, não importa o quanto de remarketing se faça.
 
Lembre-se: bom engajamento gera fidelização. Se ela gostar do jeito atencioso com que dança, ela vai querer dançar de novo. E de novo. E mais uma vez.
 
  • A dança nos ensina a se aproximar do jeito certo do nosso target.
  • Nos ensina que o engajamento só funciona se você fizer o que sabe fazer.
  • E nos ensina que para fidelizar a parceira é preciso ser uma companhia agradável. Percebeu alguma semelhança com o que você trabalha no dia-a-dia?
 
Para cada nova dama que chama para dançar você testa uma frase e vê qual deixa ela mais confortável para interagir contigo - não necessariamente a que mais chama a atenção, mas a que traz um melhor resultado. Perceba que não é a frase que você mais vai gostar de usar, mas qual ela vai preferir ouvir. Esse é o marketing da dança, meu caro amigo. É entender o que a outra pessoa quer e corresponder às expectativas.
 
Qual convite funciona melhor?
couple-flirting.jpg

 

Sabendo o que tem que fazer você utiliza as ferramentas necessárias. O Google Analytics dá informações valiosas sobre qual parte do site é a menos atrativa e faz os clientes fugirem (isso seria o equivalente ao seu melhor amigo dizer que está com mau hálito) e as pesquisas de satisfação avisam onde você está acertando. Lembre-se que as campanhas no Adwords são apenas o convite feito para o usuário, mas é o seu jogo de cintura dentro do site que fideliza o cliente.
 
Aproveite o gingado, curta o ritmo e boas vendas.
 

Sobre Henrique Giacometti

Publicitário e estudante de engenharia elétrica, sempre buscando aprender mais sobre tudo.

Comentários
por AntonioMuniz Principal Colaborador
Maio 2014

Excelente artigo Henrique, um dos melhores que já vi aqui na comunidade

PS: a primeira foto ajudou muito nessa opinião kkkk (brincadeira)

por HenriqueBG Principal Colaborador
Maio 2014

hahaha obrigado Antônio, a foto também me inspirou a escrever o artigo =P

por Joobas
Maio 2014

A está para B, assim como C está para D. Analogia muito divertida e gostosa de ler. Parabéns pelo texto Henrique.

por Alexandre C
Maio 2014

Interessante analogia, apenas a complementaria ressaltando a importância da criatividade, do inusitado e do imponderável. Como no mercado, em um baile existe sempre os dançarinos com poderes/privilégios além da maioria. Isso quer dizer que eles podem solicitar músicas de acordo com suas habilidades/interesses, mudando a velocidade, a dinâmica e até o ritmo tocado. Em um cenário com essas regras, não bastam aproximação, engajamento e fidelização, essas etapas essenciais carecem de um combustível extra encontrado exatamente na criatividade (surpreender),

no inusitado (diferenciar) e no imponderável (ousar). 

 

Parabéns pelo post!

Grande Abraço.

por HenriqueBG Principal Colaborador
Maio 2014

Ótimo complemento Alexandre, realmente nada é escrito na pedra e existem infinitas variáveis e estratégias diferentes. Pode-se ousar, comer pelas beiradas ou se aliar a quem já é o líder e se beneficiar de alguma forma, a postura depende de cada pessoa ou empresa : )

por RicardoFernande
Maio 2014

Hahahhahaha excelente! Parabéns!

por Caio A Funcionário do Google
Maio 2014

Muito legal, Henrique! Smiley feliz

Vamos divulgar hoje no Facebook do AdWords às 18 horas!

 

https://www.facebook.com/adwords/

por Joobas
Maio 2014

Facebook do AdWords?

por Everson C
Maio 2014

Otima Comparação Henrique.

 

Excelente Artigo!

por Allyne M
Maio 2014

Hahaha, Muito Bom!

por Elisa Gerente da Comunidade
Junho 2014

Comparação maravilhosa!

Excelente Artigo!

por Jéssica M
Julho 2014

Parabéns pelo texto, ótima comparação.

Tags