785 Usuários online agora
785 Usuários online agora
Bem-vindos à Comunidade Oficial do Google AdWords
star_border

Remarketing Dinâmico

A compra de mídia digital está se tornando cada vez mais complexa. Novas tecnologias estão surgindo e fazendo com que a compra do inventário de mídia seja cada vez mais inteligente.

Quem nunca se perguntou o porquê de estar vendo a mesma TV que foi acessada certa vez no site de um varejista "o seguindo" por onde quer que se navegue na Internet durante os próximos dias, semanas e até meses...

Para quem acha que isso é destino ou coisas do tipo vai ficar decepcionado com a verdade! Estamos falando de remarketing dinâmico. Para esse tipo de anúncio, além de muitas outras segmentações que estão surgindo na Internet, é utilizado um XML – um mini banco de dados com informações básicas sobre todos os produtos disponíveis em uma determinada loja online.

O problema é quando as empresas começam a usar a tecnologia de forma errada, deixando de lado técnicas clássicas de otimização – limite de frequência e recência, por exemplo – e fazendo com que aquele anúncio chato não largue do seu pé.

Além dessas otimizações, também é preciso se atentar ao fato de que não adianta mostrar uma TV de 32 polegadas no Facebook de determinada pessoa, se o mesmo produto já foi pesquisado e tido como "sem estoque" no site do varejista. Este consumidor que está achando que o destino bateu à sua porta, ao clicar no anúncio, terá a péssima e frustrante experiência de ver novamente a mensagem de "produto indisponível", o que gera apenas custo para o anunciante.

O mesmo raciocínio é válido para as situações em que o produto já foi comprado. Se o consumidor acabou de adquirir uma TV, não adianta mostrá-la novamente nos anúncios pela Internet. A probabilidade desta pessoa estar interessada em uma nova televisão será baixíssima. Muito mais fácil aborrecê-la. O ideal para quem acabou de fazer uma compra seria tentar fazer um cross-selling e oferecer um outro produto para o cliente.

Sobre Thiago Medeiros

Tags