Bate-papo e Feedback
878 Usuários online agora
878 Usuários online agora
Perguntas, ideias e feedback para a Comunidade: um espaço para assuntos não relacionados diretamente a AdWords, Analytics ou Google Meu Negócio. Para perguntas sobre produto, usar as comunidades
Guie-me
star_border
Responder

Bolha no comércio eletrônico?

[ Editado ]
Principal Colaborador

Oi Pessoal,

 

Gostaria de abrir uma discussão sobre a matéria da Exame "Bolha.com.br? Lojas online crescem, mas não lucram" que fala sobre os prejuízos dos principais varejistas online no Brasil. 

 

Como o principal motivo da conta não fechar é o tamanho dos gastos com mídia online, queria saber o que acham.

 

Não sei se foi impressão minha, mas achei que a matéria quis criar um ambiente de dúvida para o empreendedor que pretende abrir um e-commerce.

 

Não identifico hoje nenhum indicador que nos faça acreditar que o comércio eletrônico está caminhando para uma bolha.

 

E vocês? O que acham?

--

Google+ | LinkedIn | Twitter


"O primeiro passo para aprender a pensar, curiosamente, é aprender a observar. Só que isso, infelizmente, ninguém ensina." (Stephen Kanitz)
Especialistas responderamverified_user

Re: Bolha no comércio eletrônico?

[ Editado ]
Principal Colaborador

José,

Concordo com você, eu também não vejo nenhum indicador que estamos caminhando para uma bolha no comércio eletrônico.

A estratégia de não lucrar para crescer, realmente FOI uma estratégia utilizada por alguns, mas no meu ponto de vista, não foi da maneira exagerada como mencionada na matéria.

Ricardo Gaya

Re: Bolha no comércio eletrônico?

[ Editado ]
Principal Colaborador

Excelente discussão Jose,

 

A matéria cita a Dafiti para justificar essa questão da Bolha, é um artigo claramente escrito por uma pessoa que não tem conhecimento nenhum da área e pelo visto não se preocupou em estudar ele antes de falar tanta asneira.

 

Ele desconsidera a estratégia aplicada pela empresa, tanto Dafiti como se não engano a Netshoes possuem investimentos externos e seu objetivo atual é aumentar o marketing share independente de terem prejuízo, essa é a estratégia tomada por eles, então para eles este prejuízo acaba sendo considerado natural, tendo em vista que o objetivo é que no futuro eles passem a ter lucros suficientes para recuperar estes investimentos.

 

O próprio autor da matéria fala que a empresa não da entrevistas, ou seja ele não tem base nenhuma para escrever o que escreveu.

 

Agora existem algumas coisas que devemos ficar atento principalmente sobre que o e-commerce é "Uma forma fácil de ter o seu próprio negocio e ganhar dinheiro" isso não existe, posso dizer isso pois trabalho em uma empresa que desenvolve plataforma de e-commerce e vejo diariamente quantas lojas não aguentam mais do que 2 meses.

 

Vou citar alguns pontos que acho de fundamental importância e que em alguns casos já foram criados mitos

 

  • Talvez esse seja o principal TEMPO, uma loja virtual não vende de um dia para o outro, hoje eu vejo que ela é mais complexa e demorada que uma loja de rua para começar a vender;

  • É necessário planejamento e bom senso para saber que o investimento feito no desenvolvimento da loja e em publicidade não serão recuperados imediatamente, muitos acreditam que já no primeiro mês vão recupera este gasto, isso não existe;

  • As lojas dependem de credibilidade e confiança, isso leva tempo e dinheiro;

  • Publicidade é exigência no comercio eletrônico, nunca ouvi falar de uma loja virtual que começou a vender sem já possuir uma loja física ou investir em propaganda.

 

Outros fatores que considero importantes que estão e vão afetar as lojas online este ano e nos próximos são:

 

  • O mercado Brasileiro despencou, a realidade é que o povo se endividou tanto nos últimos anos que hoje ele esta sem dinheiro para comprar e os preços dos produtos aumentaram absurdamente, não vou entrar em questões politicas para não fugirmos do assunto, mas nos sabemos a atual situação de nosso país

  • Da mesma forma que nos sabemos, grandes empresários também sabem e estão evitando entrar em situações de risco e como já citei acima Loja Virtual é algo arriscado e que demanda tempo.

  • Os investidores que se arriscam hoje ou vão passar a se arriscar não tem tanta experiencia e na maioria dos casos vão acabar quebrando nos próximos 2 meses pelos fatores que já citei.

 

Para concluir, acho que não existe uma Bolha, mas o desastre da economia brasileira esta prejudicando e muito as lojas virtuais

Re: Bolha no comércio eletrônico?

Principal Colaborador
Pessoal,

Eu penso de forma um pouco diferente de vocês, pois vejo que essa estratégia de alguns grandes varejistas em crescer a qualquer custo um tanto arriscada para o mercado de e-commerce.

Veja que algumas grandes marcas já desistiram do e-commerce devido aos prejuízos que estavam suportando, como o Carrefour, Compra Fácil (que já foi o 3º maior e-commerce brasileiro), Gazin, etc.

Apesar disso, não vejo que a questão principal é o tamanho do investimento em mídia online, mas sim os baixos preços praticados, eliminando qualquer margem de lucro. Não quero ser leviano, mas vender barato é fácil, agora quero ver é mudar esse comportamento e continuar faturando alto.

Não estou dizendo que o mercado de e-commerce não é promissor ou mesmo lucrativo, mas penso que veremos algumas crises antes de o mercado se equilibrar efetivamente, pois, na minha opinião, esse crescimento acelerado que temos visto nos últimos não é sustentável a longo prazo.
__
Alex Pelati

Re: Bolha no comércio eletrônico?

Principal Colaborador
Eu não vejo fundamento na matéria - simplesmente juntou dados financeiros de diversas empresas e tenta formar uma teoria sem ter acesso à visão estratégica de cada empresa.

Estas empresas se baseiam seus investimentos em cenários que elas projetam para o futuro - ela talvez vislumbre ser a empresa com maior fatia de mercado (como o Antônio disse) em algum ano futuro por exemplo 2018 e daí entra em uma rota de prejuízo esperado somente para coletar lucro no futuro através da base recorrente de clientes.

Ninguém investe milhões sem ter um cenário para o futuro - avaliando os dados financeiros do passado e tentando tirar conclusões no presente é algo primário.

O cenário projetado pela empresa pode estar errado? Sim claro, pode estar errado - mas tentar avaliar saúde de uma empresa olhando somente seu balanço é algo que não deveria ser feito.

Recomendo um livro muito bom sobre o assunto, Estratégia Competitiva do Porter:

http://books.google.com.br/books/about/Estrategia_Competitiva.html?hl=pt-BR&id=SxvCKIh706gC

___

"Você não precisa de uma empresa de 100 funcionários para desenvolver aquela ideia" ~Larry Page