AdWords
683 Usuários online agora
683 Usuários online agora
Fórum dedicado às discussões e perguntas sobre Google Shopping e Merchant Center: este é o espaço para dividir boas práticas e esclarecer suas dúvidas sobre esse tipo de campanha
Guie-me
star_border
Responder

Vamos ser francos e falar sobre a publicidade no google.

A C
Calouro ✭ ✭

Vou relatar minha vida de anunciante no site de buscas Google.

Tenho uma loja mas a princípio não quero falar o ramo exato pois acho que esse problema afeta a quase todos no geral.

A média de investimento que eu fazia (fazia pois não faço mais) era sempre entre R$3000 a R$4000 por mês, isso até mes passado, mas a alguns anos eu investia R$25 por dia (2011) e obtia 3 vendas(por dia), pouco tempo depois só conseguia 1 venda com R$25, mais um tempo depois tive que aumentar pra R$50 por dia pra obter 2 vendas ao dia, logo era apenas 1 venda com R$50... e assim foi indo até chegar mês passado onde eu parei de vez, investindo 100 a 150 reais ao dia e nenhuma venda.

Antes que sejam ditas coisas como, "ah voce tem que ver se seu site é responsivo", sim minha loja é responsiva, "ah voce tem que ver se o layout agrada", sim meu layout é chamativo, bonito, limpo e funcional, "ah mas tem mais fatores"... sim pensei como consumidor e fui adequando a loja em todos os detalhes possíveis para não perder vendas.

Notei que mesmo tendo produtos com promoções variadas, brindes, cupons, nada disso fechava venda, e sempre acompanhei a concorrência, vi que meu produto que mais vendia era aquele que tinha o menor preço, eu tinha anunciado o mesmo produto com valor pouco mais alto mas dando brinde, não vendia, vi então que o consumidor da internet só visa preço baixo, digo por experiencia própria, nao adianta voce anunciar um ventilador e dar de brinde um ar condicionado(ironia), o cliente quer é o mesmo ventilador pelo menor preço, pelo menos no Google é assim que funciona com 99,9% das pessoas que pesquisam para comprar, eu mesmo faço isso, sempre busco o menor preço de ração, depois eu vejo a segurança da loja, digo, segurança no caso de eu poder receber meu dinheiro de volta, só falar que devolve não adianta, preciso saber como é a devolução se é por um intermediador ou devolução própria, se for por intermediador ótimo.

Com a crise, aumentou gigantescamente o número de lojas virtuais, pessoas desempregadas querendo uma fonte de renda ou outras que viram alguém montando uma loja virtual e quis imitar. Qual o problema nisso? O problema é que como eu falei, consumidor quer é preço, consumidor pouco se importa se voce está a anos batalhando sua marca ou se voce é um bom profissional etc etc, 99,9% dos consumidores só olham preço, poucas pessoas. Acredito até que a loja que vende mais caro consiga vender muito devido a sua publicidade forte, por exemplo os grandes anunciantes que saem na tv, a marca já está consolidada, então por mais que vendam um item "caro", ela vai vender porque é uma loja famosa, mas o restante de consumidores que não compram nela justamente por ser cara, vai comprar no menor preço, sendo assim acredito sem dúvida alguma, que na internet vende a loja mais cara e a mais barata, as intermediárias, ou seja, supondo, copo de cristal na casas Bahia R$200,00 nas intermediárias 180/170/175/160.... e na barateira R$120,00 sem dúvida vende a barateira e a careira, a que vende caro por ter um nome no mercado e a outra vende pra essa parcela que só busca menor preço, já as outras se fechar 1 venda na semana ou no mês é muito. Devido a isso, já vendi muito, muito mesmo, sempre tendo o menor preço, se eu aumentava o valor pra deixar na média da concorrência, não vendia.

Hoje com um grande volume de anunciantes, a única empresa que se beneficia disso é a Google, faturam bilhões. Não vejo mal algum deles faturarem, porém quem investe quer retorno e eu apostei dias e dias e não vi mais retorno, não vou ficar brigando com preço baixo mais, as vendas despencaram, estou mudando de área e vou manter a loja como um complemento de renda mas nao será mais a principal fonte de renda.

Fico intrigado com essas pessoas que entram no mundo de vendas sem saber vender uma agulha, acham que ganhar 10 reais de lucro é excelente, só que não pagam impostos e o lucro que recebem é pra comer literalmente, não sabem que o lucro deve cobrir despesas e impostos, vendem por vender, tipo "ah vou vender uns produtos ali pra ganhar um dinheirinho"... e não é assim que deveria funcionar. Agora imagina, eu tenho minhas despesas com aluguel, gasolina, etc etc e se eu tinha um lucro digamos de 60 reais num produto, vou diminuir o preço final pra ganhar 30? Assim eu bato esse barateiro, mas e daí? Eu só ficaria feliz se isso me gerasse 1 milhão de vendas mas sei que não vai gerar isso tudo então eu estaria só decaindo, tendo que trabalhar muito mais, investir mais pra ficar na primeira posição do google e ganhar menos só pra competir com essa verdadeira prostituição do setor de vendas, é como em alguma áreas onde tem profissional que tenta prestar seu serviço e receber um valor justo mas devido a grande demanda de novos profissionais acabam cobrando um menor valor pelo serviço prestado e com isso a desvalorização da mão de obra. Claro que tem profissionais que não se desvalorizam, por exemplo, pedreiros, voce sempre sabe que pedreiro é de certa forma uma mão de obra cara, dentista a mesma coisa, possuem um mesmo padrão de valores. Já personal trainer tem uns que cobram 100,00 por aula enquanto alguns sem bom senso cobram 20 até 10,00 por aula.

E olha que nem falei das lojas do exterior que anunciam ao seu lado no google, isso é que é o fim pra desanimar geral, como dito, cliente da internet quer menor preço, a maioria nem sabe se é do exterior pois as lojas se mascaram e o google nem se importa, aí o cliente recebe o produto depois de 20/30 ou até 60 dias, isso SE receber, ou as vezes ainda é taxado. E voce ali pagando cliques em vão pois quem vende mesmo é a loja famosa ou a barateira que as vezes é nacional ou estrangeira. Já temos um mercado gigante de lojas, deixar loja gringa entrar em nosso espaço só prejudica o lojista brasileiro que já tem uma concorrência grande aqui, com alguém de fora fica totalmente desleal, impossível concorrer. Não estou proibindo o consumidor de comprar onde ele queira, mas as lojas gringas deveriam ter outro canal de propaganda, não de forma misturada com lojistas brasileiros pois isso induz o consumidor a um certo erro vendo a loja toda em português porém não se trata de uma loja brasileira.

Claro que com 100/150 reais não dá pra criar campanha diária em TV, mas se for pensar ao longo de 1 mês voce empatar 3 a 5 mil reais no google pra obter 5 a 10 vendas, mais vale juntar esse dinheiro e investir em tv pois no google está indo pro lixo, assim foi com o meu dinheiro.

 

A proposta da postagem é refletir e debater em cima desse problema que parece que vai se tornar cada vez maior. Vender se tornou algo popular, antes o vendedor era um profissional, hoje em dia é um cidadão comum.

 

E voces? Alguém com experiência parecida? Ou tem quem ainda esteja nadando de braçada com o retorno do google? Quem puder ser sincero seria bom...

Especialistas responderamverified_user

Vamos ser francos e falar sobre a publicidade no google.

Principal Colaborador

Olá AC

 

Nas empresas que trabalhei tive muito retorno com o Google. Geralmente eram empresas maior com investimento superior a 300 mil por mês (e em média esse valor quadruplicava ao longo do ano), sempre trazendo retorno sobre esse valor.

 

Também trabalho com contas pequenas e essas são mais difíceis de deixar rentáveis, pois poucas pessoas conhecem a marca e geralmente tem muita concorrência - como você disse competem por preço - e pouco diferencial. Se todas as lojas são iguais então apenas o preço define a compra, mas se tiver um bom produto segmentado para um nicho aí sim tem um diferencial relevante.

 

É preciso fazer um campanha muito bem direcionada e investir só no que traz retorno, mais importante do que investir é analisar (ter Adwords e não usar o Google Analytics é perder dinheiro). Hoje o vendedor tem que ser um profissional digital e mesmo que o cidadão comum anuncie ele vai cometer erros e só perder dinheiro.

 

Existe uma previsão, porém, que em 5 anos a profissão de analista digital vai diminui muito, pois os próprios computadores vão assumir essa função (sendo bem sincero não vejo a hora que isso aconteça, tem muitos outros campos para explorar além de se preocupar em ficar escrevendo anúncio).

 

Ainda assim, o trabalho de anunciar na internet é uma especialidade que precisa ser atualizada constantemente.

Henrique Giacomitti
Linkedin

Vamos ser francos e falar sobre a publicidade no google.

A C
Calouro ✭ ✭

Bacana Henrique mas é como falei, os grandes já possuem nome então vendem normalmente... Com esse investimento todo dá pra fazer muita coisa. Mas sou um mero mortal bem abaixo rsrs