Partners
332 Usuários online agora
332 Usuários online agora
Um ambiente leve e descontraído para trocar ideias sobre o Google Partners
Guie-me
star_border
Responder

A maconha liberada no Colorado e os Links Patrocinados

Aprendiz ✭ ✭ ✭

Vi uma matéria muito interessante e um tanto polêmica ontem que fala sobre um Produto em especial que as Políticas do Google AdWords restringe, a maconha. Ela está dentro das políticas de 'Drogas ilícitas e substâncias psicotrópicas'. Para quem ainda não sabe, a Maconha foi liberada para uso Recreativo no Colorado.

 

Produto Permitido? Detalhes
Drogas Não permitido Não permitido

O Google não permite substâncias que podem alterar o funcionamento do cérebro para induzir euforia natural ou alterar a realidade, como maconha, cocaína, cogumelos alucinógenos, ecstasy de ervas etc.

 

A única coisa que as políticas permitem seria Produtos a base se cânhamo

 

Produtos à base de cânhamo Permitido Permitido com limitações O Google permite a promoção de produtos à base de cânhamo, como bolsas, cordas, alimentos etc. No entanto, esses produtos receberão um status não indicado para menores.

Para uma lista mais completa sobre sobre essas políticas Veja Este Artigo.

 

A matéria diz que Daniel Moorefield, gerente de projetos, trata a questão tentando 'usar Palavras-Chave que não remetam diretamente ao produto em si', mas termos relacionados. Acredito que não daria muito certo, pois o Google também leva em consideração o conteúdo do site, ou seja, a URL de Destino.

 

Tem uma parte do artigo em Português e pode ser lido no AdNews - Movido pela Noticia

 

O que vocês acham dessa política e das outras? Muito restritivas? Acham que um dia o Google vai liberar? Me lembro de vários casos que já passaram pela comunidade de pessoas que tiveram problemas para anunciar produtos relacionados a Sex Shop, Farmácia (vide Remédios) e produtos relacionados a Suplementos Alimentares (vide Creatina) e outros.

Internet is a Serious Business
Imagem TwitterImagem LastFMImagem LinkedinImagem YoutubeImagem FoursquareImagem Dinossaurs
Especialistas responderamverified_user

Soluções aceitas
Marcado como Melhor Resposta.
Solução
Aceita por Gravity (Principal Colaborador)
Setembro 2015

Re: A maconha liberada no Colorado e os Links Patrocinados

Estrela em Ascensão

Pessoal na Revista Galileu saiu uma matéria falando sobre o assunto.

 

http://revistagalileu.globo.com/Sociedade/noticia/2014/01/google-e-facebook-nao-vao-ter-anuncios-de-...

Fazendo a Web Trabalhar para Você

Exibir solução no post original


Todas as respostas

Re: A maconha liberada no Colorado e os Links Patrocinados

Principal Colaborador
Acho difícil, liberar, acredito que fique na mesma situação dos Suplementos Alimentares que em grande parte são permitidos no país, mas o Google não permite a divulgação

Re: A maconha liberada no Colorado e os Links Patrocinados

Principal Colaborador
Com a liberação no Colorado e no Uruguai é uma questão de tempo até ser livre aqui no Brasil também, as condições para a compra, venda e produção é que vão ser diferentes.

Porém, como cigarros não são possíveis de anunciar no Adwords, acredito que será o mesmo com a maconha pelos mesmos motivos. Mas isso ainda é especulação, como a erva é proibida aqui no Brasil só nos resta seguir com a política correta.
Henrique Giacomitti
Linkedin

Re: A maconha liberada no Colorado e os Links Patrocinados

Funcionário do Google

Muito interessante esse debate relacionado às políticas do Adwords. 

 

Se puder ajudar a estimular a discussão de vocês, vale lembrar que, mesmo com a legislação sendo diferente em cada país, toda a publicidade e os produtos e serviços devem se enquadrar em todas as regulamentações aplicáveis. 

 

As políticas do Adwords geralmente são mais restritivas do que a lei, pois precisamos garantir que ofereceremos serviços legais e seguros para todos os usuários.

 

Vale lembrar, como o JurandirGustavo colocou, que a política de drogas não tem exceções para países ou regiões. 

Re: A maconha liberada no Colorado e os Links Patrocinados

Aprendiz ✭ ✭ ✭

Muito bacana esse debate mesmo!

 

Como o HenriqueBG mencionou:

Porém, como cigarros não são possíveis de anunciar no Adwords, acredito que será o mesmo com a maconha pelos mesmos motivos. Mas isso ainda é especulação, como a erva é proibida aqui no Brasil só nos resta seguir com a política correta.

 

Concordo com ele e acho meio difícil o Google liberar mesmo.

A não ser que ele seja bonzinho e abra essa exceção apenas para regiões que legalizaram a venda. Mas acho bem difícil. Se fizer isso, tenho certeza que o mundo todo vai criticar e bombardear o Google e ainda vão dizer que o Google estaria fazendo apologia a droga permitindo tal feito.

Imagina o drama! Homem surpreso

Cecilia Dantas
+CeciliaDantas | Site | LinkedIn | Twitter
Marcado como Melhor Resposta.
Solução
Aceita por Gravity (Principal Colaborador)
Setembro 2015

Re: A maconha liberada no Colorado e os Links Patrocinados

Estrela em Ascensão

Pessoal na Revista Galileu saiu uma matéria falando sobre o assunto.

 

http://revistagalileu.globo.com/Sociedade/noticia/2014/01/google-e-facebook-nao-vao-ter-anuncios-de-...

Fazendo a Web Trabalhar para Você