Partners
827 Usuários online agora
827 Usuários online agora
Um ambiente leve e descontraído para trocar ideias sobre o Google Partners
Guie-me
star_border
Responder

[Pesquisa] [Datafolha] Comportamento de Classes C, D e E.

[ Editado ]
Estrela em Ascensão

Compartilhando com os Profissionais da área de Comunicação

 

http://blogdoambientalismo.com/wp-content/uploads/2011/07/datafolha.jpg

 

Pesquisa de comportamento conduzida pelo Data Folha sobre os fatores que movem o comportamento da “nova” sociedade brasileira com a inclusão de mais pessoas nas classes C, D e E.

 

“DRIVERS” DE COMPORTAMENTO – CLASSES C,D e E

 

As classes C, D e E já movimentam R$ 760 bilhões no País. Respondem por 85% da população, 69% dos cartões de crédito e 70% de tudo que se compra no supermercado.

Este é o mercado que mais cresce no Brasil e para entendê-lo, o Data Popular, empresa de pesquisa e consultoria, e o instituto de pesquisa Datafolha, desenvolveram um novo método de estudo e identificaram 10 tendências de comportamento do consumidor emergente. Confira:

1 – Consumo de Inclusão: "Agora, eu escolho"
Diferentemente do cliente tradicional, a descoberta do consumo faz com que o mercado emergente desenvolva um jeito próprio e inclusivo de comprar. As marcas que forem didáticas e apresentarem esse novo universo de consumo terão a fidelidade das classes C, D e E.


2 – Identidade e autoestima: "Agora, eu tenho orgulho"
A base da pirâmide está mais consciente da sua importância na sociedade e, por isso, valorizará cada vez mais as suas conquistas enaltecendo a relação com as suas origens, sua história e suas características.


3 – Acesso e qualidade: "Agora, eu Posso"
Com maior poder de consumo, as classes emergentes exigirão melhores produtos, melhores governos, melhor qualidade de vida. As marcas que souberem conjugar a melhor relação custo-benefício serão recompensadas com sua fidelidade.


4 – Educação e investimento: "Agora, eu sei, faço e aconteço"
As famílias de baixa renda se conscientizaram de que através da educação podem mais. De maneira muito funcional iram investirão cada vez mais na educação dos filhos pensando no próprio futuro.


5 – Juventude e geração C: "Agora, tudo é do meu jeito"
Os atuais jovens da baixa renda são mais escolarizados, mais informados e mais economicamente ativos que seus pais. Formarão um novo perfil de cidadãos e consumidores que serão a maioria da população brasileira. O Brasil de amanhã terá mais as características dos jovens da atual baixa renda.

 

6 – Vaidade e beleza como inclusão: "Agora, eu sou mais eu"
Estar bem arrumado diminui as barreiras sociais que dificultam a inclusão da base da pirâmide. Com maior acesso aos produtos de beleza e aos tratamentos estéticos, os novos padrões serão mais abrangentes e as marcas deverão estar atentas às novas tendências dessa maioria.

 

 

7 – Novos papéis, nova família: "Agora eu não dependo de ninguém"
Os papéis dos homens e mulheres já não são mais os mesmos. Com o crescimento do poder (consciência, status e renda) as mulheres da baixa renda estarão mais independentes e construirão uma outra relação familiar. Isso implicará no desenho de uma nova família, cada vez menor e com uma renda per capita maior.

 

8 – Redes, dicas e boca a boca: "Agora, eu tenho mais meus amigos"
As classes baixas sempre dependeram mais uma da outra para sobreviver, ou seja, cresceram e aprenderam a conviver em um ambiente colaborativo. Aliada às novas tecnologias e à disseminação das redes sociais, a baixa renda potencializará as suas já extensas relações sociais.


9 – Capilaridade e segmentação: "Agora, tem mais do jeito que eu quero"
A geografia dos bairros e os diferentes tipos sociais das pessoas de baixa renda exigem diferentes formatos de produtos e distribuição das companhias. Os canais de venda deverão ter maior capilaridade e as marcas trabalharão produtos segmentados para uma grande massa de consumidores.

 

10 – Tecnologia como investimento: "Agora, eu me conecto"
A penetração de tecnologia da informação está em plena expansão nas classes baixas, principalmente através dos jovens. Tecnologia é vista como investimento no futuro profissional e como canal de acesso às informações antes restritas à minoria da população brasileira.

 

Classe-C-e-consumo.jpg

 

Método de pesquisa

O método analítico desenvolvido pelo Data Popular e o Datafolha parte da análise conjunta de dois grandes fatores:

1 – Drivers de futuro: são fatores referentes a um contexto macro-social. Funcionam como balizadores do comportamento. Permitem um nível de antevisão de suas conseqüências no futuro. (Macroeconomia, movimentos sociológicos e demografia).

2 – Pistas de comportamento: aspectos culturais, valores e comportamentos que determinarão a forma como esta população lidará com os balizadores apontados pelos drivers de futuro.

_ _ _ _ _
Att Ricardo Fernandes


Especialistas responderamverified_user

Obrigada por compartilhar Ricardo! Quem não ficar esperto...

Calouro ✭
Obrigada por compartilhar Ricardo!
Quem não ficar esperto com esse mercado, com certeza vai perder espaço.
O desafio é como chegar neles sem recair em clichês!

obrigada por compartilhar Ricardo :)

Aprendiz ✭
obrigada por compartilhar Ricardo Smiley feliz

Bom dia Paula e Leandra,   Os dados desse tipo são a ferr...

Estrela em Ascensão

Bom dia Paula e Leandra,

 

Os dados desse tipo são a ferramenta mais importante que temos na hora de trabalhar! Pensando um pouco ao lado do AdWords, estamos lidando com público... Saber como comunicar é imprescindível!

_ _ _ _ _
Att Ricardo Fernandes