AdWords
864 Usuários online agora
864 Usuários online agora
Novo anunciante do AdWords? Pergunte sobre configurações de campanha, e gerenciamento de contas. Aprenda como começar a anunciar, saiba mais sobre estruturar suas campanhas, orçamento e muito mais
Guie-me
star_border
Responder

Proteção de Marcas no Adwords X problemas Jurídicos

Calouro ✭ ✭ ✭

Gostaria de perguntar aos colegas o seguinte.

 

De acordo com as novas regras de proteção de marcas do Google, o Adwords não protege mais marcas registradas de serem usadas como palavra chave, somente em texto de anúncio. Ou seja podemos usar nomes de concorrentes de nossos clientes para acionar seus anúncios mesmo que os nomes destes concorrentes sejam uma marca registrada.

Ex. se eu administrasse a campanha do subway por exemplo eu poderia usar a keyword "mc donalds zona norte" para acionar um anuncio do subway com uma landing page sugerindo os seus restaurantes na ZN.

 

A indagação é a seguinte: recentemente um cliente meu na qual normalmente compramos o nome dos concorrentes foi ameaçado por um deles de processo.

 

O Cara disse o seguinte: Percebemos que ao digitar a nossa marca de forma exata no google um anuncio patrocinado de sua empresa é exibido no topo da busca, o que demonstra que vc esta propositalmente tentado confundir nosso cliente e se aproveitando de nossos esforços de branding para promover sua empresa. Consultamos nossos advogados e caso isso não cesse imediatamente vamos abrir um processo e bla bla bla...

 

Bom, meu cliente veio imediatamente conversar comigo e perguntar o que poderia acontecer, pela lógica eu pensei bom...o cara não vai ganhar o processo e se tem alguém que ele deve processar é o Google que esta "vendendo" a marca dele como keyword

 

Fui estudar um pouco mais à fundo e encontrei este paragrafo nos novos termos de uso do Adwords 

 

10.        Indenização.  A Contratante defenderá, indenizará e isentará a Google seus Parceiros, agentes, afiliadas e licenciantes de qualquer reclamação de terceiros ou responsabilidade decorrente ou relacionada a Opções de Segmentação, Criativos, Destinos, Serviços, Uso e violação destes Termos pela Contratante. Os Parceiros são terceiros beneficiários desta estipulação.

 

 

Uma coisa que sabemos é que o nosso judiciário é totalmente despreparado para julgar este tipo de coisa e que dependendo do juiz que um processo desse cair ele não vai ter a menor ideia do que é adwords e etc. 

 

Bom, fica a pergunta, alguém já passou por este tipo de situação ?  

Pode contar o desfecho de alguma historia já ocorrida ?

 

Especialistas responderamverified_user

Muito bom o post Rafael parabéns. Nunca cheguei a ter est...

Principal Colaborador
Muito bom o post Rafael parabéns.

Nunca cheguei a ter este tipo de problema, mas gostaria de colocar meu ponto de vista sobre esse tipo de situação.

Particularmente acho esse tipo de atitude de algumas empresas demonstra que tem medo de concorrência e necessidade de arrumar uma desculpa para não investir em publicidade.

Não vejo buscar uma marca e coloca-la em primeiro lugar como um trabalho de branding afinal para o Google nada vai ser mais relevante para a pesquisa que a própria empresa.

Temos que lembrar que muitos produtos são conhecidos por suas marcas como é o caso do "bombril" "cotonete" "etc", nestas situações a pessoa não procura pelo produto e sim pela marca e não necessariamente ela esta interessada nesta marca quando faz a busca.

Para concluir acho a mudança nas regras de Marca do GOogle, ótimas, pois cada vez mais estamos vendo empresas desesperadas em comprar domínios com palavras-chave (acreditando que isso auxilia no SEO) e transformando elas em marca, se continuasse da forma que estava, muito em breve não poderíamos mais comprar nenhuma palavra já que cada uma estaria atrelada a uma empresa, imagina uma loja de eletroeletrônicos que vende maquinas de lavar, não poder comprar a palavra-chave "maquina de lavar" por que uma outra loja especializada neste produto se sentindo esperta o transformou em marca.

Acho que o Google foi bem feliz em fazer essa mudança. Cabe agora as empresas replanejarem sua comunicação

Assim como vc Antonio como Agência eu adorei a mudança, v...

Calouro ✭ ✭ ✭
Assim como vc Antonio como Agência eu adorei a mudança, vamos dizer que apimentou legal a disputa e fez alguns acomodados acordarem para este tipo de publicidade.

A minha maior dúvida é o quanto a parte jurídica mesmo pois nós como consultores não podemos dar bola fora nisso, esta semana estive em um evento no escritório do google aqui em SP e conversei com um funcionário do Google sobre este assunto específico, ele disse o seguinte:
"Se seu cliente foi ameaçado de ser processado por isso, pode falar para o cara (concorrente) processar o Google então. pois não tem fundamento"

Bom eu tbm concordo que não tem fundamento processar meu cliente e sim o Google que permite ao meu cliente usar uma marca registrada como KW, mas segundo este paragrafo que coloquei ai em cima dos novos termos de uso do Adwords. O Google diz que nós temos que indeniza-lo por qq reclamação de terceiros de acordo com a nossa utilização do adwords

Ou seja se o concorrente do meu cliente processar o Google o Google pode querer que meu cliente o indenize por isso.

Não sei se ficou claro é meio complexo mas é uma preocupação que eu tenho.

Entendi sim Rafael, realmente acho que essa questão preci...

Principal Colaborador
Entendi sim Rafael, realmente acho que essa questão precisava de um apoio de um advogado para interpreta-la.

Pelo que eu entendo se o concorrente processar o Google dificilmente ele vai ganhar com isso não geraria um motivo para o Google solicitar uma indenização do seu cliente (desde que ele esteja cumprindo as regras do próprio Google), temos que lembrar que o Google não é um espaço público, e desta forma eu entendo que as regras de seu uso ficam a critério dele e se a pessoa não esta satisfeita (concorrente) que saia.

Mas você enfatizou um ponto muito importante como os Juízes Brasileiros vão ver esse tipo de processo.

Vamos aguardar a opinião de alguém que tenha uma base mais jurídica para falar

Bom dia! Tive um cliente na mesma situação, mas, no meu c...

Estrela em Ascensão
Bom dia!

Tive um cliente na mesma situação, mas, no meu caso simplesmente junto com o Cliente decidimos não fazer nada, pois, o nome do concorrente é "Promo", logo, não poderia escrever nada com conteúdo de Promoção, complicado né, cai exatamente no que o Antônio falou.

O escritório de Advocacia entrou em contato comigo (O cliente pediu) e queria que eu documentasse tudo por e-mail falando para ele que não ia usar a expressão "Promo", com o consentimento do cliente simplesmente falei para ele então entrar com o processo, pois, tenho certeza que não dará em nada.
--- Danilo Peres
Não é quem eu sou por dentro e sim, o que eu faço é que me define. - Batman Begins

Verdade Antonio, agora só para colocar sob um outro prism...

Calouro ✭ ✭ ✭
Verdade Antonio, agora só para colocar sob um outro prisma esta questão das marcas, veja a seguinte situação, que é real.

Conheci um rapaz que esta trabalhando duro para manter uma pequena rede de franquia de lojas de tênis, ele esta por enquanto focado em uma região especifica do Brasil e gastou lá seus 10 mil reais e esperou quase 5 anos para ter um registro definitivo no INPI da sua marca.

Qual foi sua surpresa quando um cliente informou para ele que quando foi procurar o endereço de uma de suas lojas apareceu lá no topo da busca "um ENORME anunciante do ramo da calçados" (não precisa dizer o nome...)

Ou seja o "grande anunciante" que tem bastante dinheiro para bidar ao máximo a kw que é a marca desta franquia esta puxando os clientes dele de lojas físicas para seu ecommerce

Veja bem eu tenho noção que o Google é uma empresa e faz do seu sistema de links patrocinados o que quiser...e quem não gostar que saia...

Eu só queria entender no melhor do "don't be evil" que tipo de parceiro o Google esta sendo para este pequeno cliente ?

Eu sei que o inverso tbm poderia acontecer ou seja ele começar a investir no nome deste grande anunciante mas concorda que seria uma concorrência totalmente desigual ?

Já que o Google quer ser parceiro porque não continuou protegendo as marcas ?

Estudei um pouco sobre registro de marca e vi que é impossível registrar uma marca de uso público como "máquina de lavar" não tendo aquele risco que vc passou anteriormente

O que vcs acham ?

Bom na verdade não seria uma concorrência desleal, já que...

Principal Colaborador
Bom na verdade não seria uma concorrência desleal, já que seu amigo se investisse em AdWords iria pagar bem menos pelo CPC que o grande concorrente, pois teria uma Índice de Qualidade muito maior devido a relevância da busca.

A questão do Termo eu dei uma Generalizada, mas o simples fato de se registrar um domínio já pode caracterizar que aquela marca pertence a você, já vi vários casos de empresas tendo problema com isso por algum esperto ter registrado antes o domínio.

Antonio ai vc chegou no ponto, o Google esta obrigando es...

Calouro ✭ ✭ ✭
Antonio ai vc chegou no ponto, o Google esta obrigando este pequeno anunciante a comprar seu próprio nome para poder ficar acima do grande anunciante, com certeza ele vai pagar bem menos que o concorrente mas é um custo que ele não tinha antes, entendeu ?

E ele teria que monitorar direitinho pois o grande anunciante bida mesmo, (quem concorre com ele am algumas kw sabe) os clique podem não ficar tão baratos assim

Para os olhos deste pequeno anunciante o que o Google queria era justamente isso "obriga-lo a investir no próprio nome" coisa que ele não precisava fazer antes

Sobre a generalização eu entendi, e fica uma dica aqui de quem já estudou bastante o tema, para começar q briga dessas o concorrente precisa ter registro da marca no INPI, segue abaixo um link de como consultar online marcas e patentes

http://www.inpi.gov.br/portal/artigo/consulta_a_base_de_dados_de_marcas_mudou

Rafael, Existe sempre um pequeno risco jurídico nesta prá...

Principal Colaborador
Rafael,

Existe sempre um pequeno risco jurídico nesta prática - não se sabe o que o Juiz poderia interpretar pois não existe lei específica para isto.

Na minha opinião, o maior risco, é o concorrente é ficar "com sangue nos olhos" e resolver processar seu cliente para ver o que dá - se ele fizer isto, estando com razão ou não o seu cliente vai ter um custo com advogados que pode variar, chuto, entre R$ 1.500 e R$ 10.000 dependendo do porte da empresa e perseverança do autor da ação.

Se você avaliar a estratégia, vai perceber que não é muito eficiente pois o índice de qualidade é baixíssimo e a probabilidade do cliente mudar de ideia e converter com seu cliente estando engajado em buscar um outro é baixa.

No caso da Google ser processada, pela cultura de relacionamento com terceiros aqui no Brasil, duvido que ela cobre o custo jurídico da agência.

Já acompanhei um caso no Brasil, se não me engano a empresa estava usando o nome de marca no título do anúncio - eram ex-empregados da empresa e o empresário não pensou duas vezes antes de processar eles - a empresa dos ex-empregados foi condenada a indenizar um valor bem baixo de algumas centenas de Reais (no despacho deu para ver que a Juíza não havia entendido nada do que se tratava a ação).

Acho que pode até seguir a estratégia, mas se algum concorrente reclamar - acho que o mais lúcido é remover a palavra-chave de nome de marca (caso ele tenha registro no INPI) e evitar problemas, mesmo que raros.

___

"Você não precisa de uma empresa de 100 funcionários para desenvolver aquela ideia" ~Larry Page

Rafael, legal obrigado pelo Link. Mas convenhamos né a id...

Principal Colaborador
Rafael, legal obrigado pelo Link.

Mas convenhamos né a ideia do Google é essa mesmo convencer as empresas que não basta apenas os resultados orgânicos