AdWords
950 Usuários online agora
950 Usuários online agora
Otimização de ROI, CTR, índice de Qualidade, segmentação, página de destino.
Guie-me
star_border
Responder

Experiência da página de destino: Média

Calouro ✭

Boa tarde, aos Técnicos do Google e aos internautas lendo esta mensagem.

Tenho algumas dúvidas sobre Índice de qualidade, dúvidas de iniciante.
QUANTO em porcentagem é um CTR considerável bom? acima de 1,5%? Acima de 2,0%?, 3,5%? Ou isso depende do produto que quero anunciar?

É impossível ter um
O mecanismo que designa o CTR de um anúncio é automático, OK, porém, o Google não tem profissionais que fazem esse serviço manualmente também? Pergunto isso pois já me aconteceu de eu publicar um anúncio, e em 2 semanas o Índice de qualidade se manteve em nota 7, depois desse tempo baixou para 4, pois considerava minha experiência da página de destino como abaixo da média, este meu anúncio tinha uma experiência de página destino que EU considero ótima.
 É um anúncio sobre máquinas para indústria pesada, aonde o cliente, ao clicar no anúncio, é direcionado a uma pagina do meu site que tem os vários modelos e especificações técnicas a respeito do produto (só não tem o valor, que não me convém colocar no site por motivos óbvios)
Eu sei o que os meus possíveis clientes querem ver no site, eu sei que tipo de informação lhes é relevante sobre o produto, como dimensões, potencia de operação, peso de suporte, etc. Mas e a ferramenta do Google? leva em consideração esse tipo de informação? Pois o meu anúncio contem tudo o que os tutoriais de vocês nos ensinam a ter, palavras chaves objetivas, site rápido, didático e objetivo, palavras chaves do anúncio no site e inclusive até no próprio URL da página de destino.
Entendam que isso não é uma crítica, longe disso, é uma pergunta.
Obrigado.

Especialistas responderamverified_user

Re: Experiência da página de destino: Média

Principal Colaborador

Oi Pacholok, boa noite.

 


Pacholok escreveu:

(...)

QUANTO em porcentagem é um CTR considerável bom? acima de 1,5%? Acima de 2,0%?, 3,5%? Ou isso depende do produto que quero anunciar?


Isso depende de diversos fatores. Mas é importante saber que cada termo que ativa um anúncio possui, em geral, médias históricas de CTR para cada posição. A ferramenta faz sim um comparativo entre os seus resultados e o dos seus concorrentes.

 


Pacholok escreveu:

(...)

O mecanismo que designa o CTR de um anúncio é automático, OK, porém, o Google não tem profissionais que fazem esse serviço manualmente também? Pergunto isso pois já me aconteceu de eu publicar um anúncio, e em 2 semanas o Índice de qualidade se manteve em nota 7, depois desse tempo baixou para 4, pois considerava minha experiência da página de destino como abaixo da média, este meu anúncio tinha uma experiência de página destino que EU considero ótima.
 É um anúncio sobre máquinas para indústria pesada, aonde o cliente, ao clicar no anúncio, é direcionado a uma pagina do meu site que tem os vários modelos e especificações técnicas a respeito do produto (só não tem o valor, que não me convém colocar no site por motivos óbvios)
Eu sei o que os meus possíveis clientes querem ver no site, eu sei que tipo de informação lhes é relevante sobre o produto, como dimensões, potencia de operação, peso de suporte, etc. Mas e a ferramenta do Google? leva em consideração esse tipo de informação? Pois o meu anúncio contem tudo o que os tutoriais de vocês nos ensinam a ter, palavras chaves objetivas, site rápido, didático e objetivo, palavras chaves do anúncio no site e inclusive até no próprio URL da página de destino.
Entendam que isso não é uma crítica, longe disso, é uma pergunta.
Obrigado.


A métrica de taxa de cliques é apenas um cálculo matemático, obtido por meio da divisão do número de cliques pela quantidade de impressões que o anúncio recebeu. É automática, mesmo. Não há necessidade de intervenção humana para obtê-la.

 

Referente à queda no IQ, acredito que já tenha verificado se houve alterações nas páginas de destino, mas não custa nada reforçar.

 

A ferramenta não é perfeita e pode sim existir falhas. Já aconteceu comigo de todas as palavras-chave da conta cair para um IQ de 01/10.

 

Afastadas as chances de ser problema na ferramenta e alterações nas páginas, como definiu que a experiência é ótima? Quais métricas usou para chegar nesta afirmação? E o intervalo de tempo? Fez algum teste comparativo (a/b)? Tem informação de outras empresas do mesmo segmento? Os clientes passaram algum feedback?

 

Eu acho super legal e benéfico fazermos testes para identificarmos novas oportunidades no site/anúncio/página de destino. E, acredite, sempre haverá algo para melhorar.

 

Espero que ajude...

 

 

--

Google+ | LinkedIn | Twitter


"O primeiro passo para aprender a pensar, curiosamente, é aprender a observar. Só que isso, infelizmente, ninguém ensina." (Stephen Kanitz)

Re: Experiência da página de destino: Média

Calouro ✭
Obrigado pela resposta JoseDantas!
Bem, comparei com outras empresas que fazem o mesmo equipamento, meu site é mais objetivo no sentido de: Você entra no site buscado especificações técnicas do produto, tamanho e modelos que a empresa produz, e formas de pagamento acessíveis ao cliente, como cartão BNDS.
Tudo isso confere, além do meu site ser mais objetivo e SIMPLES do que de meus concorrentes, não vejo lógica em se fazer um site todo bonitinho aonde o cliente tenha literalmente que CAÇAR o número de telefone ou email da empresa.
Não sei, acho que vou ligar no telefone de suporte do Google, eu sempre procuro resolver o problema sem precisar fazer isso, mas não entendo como meu anúncio HOJE está com IQ de 6/10.
Obrigado pela resposta e ajuda!

Re: Experiência da página de destino: Média

[ Editado ]
Principal Colaborador

Oi Pacholok,

Muitas palavras-chave possuem um histórico de IQ baixo. Então, por vezes este 6 pode significar um 10. Isso acontece com frequência em termos genéricos, pois a ferramenta não consegue definir o que de fato os usuários estão querendo ao usá-los.

Você faz algum tipo de monitoramento dos IQ das suas campanhas?

--

Google+ | LinkedIn | Twitter


"O primeiro passo para aprender a pensar, curiosamente, é aprender a observar. Só que isso, infelizmente, ninguém ensina." (Stephen Kanitz)