Partners
946 Usuários online agora
946 Usuários online agora
Enfrentando problemas? Converse com a gente sobre prospecção e como gerir melhor suas atividades
Guie-me
star_border
Responder

como cobrar do cliente os serviço prestado do link patrocinado

Calouro ✭

como  cobrar de um cliente , um serviço de Link Patrocinado.. prestado pela empresa

Especialistas responderamverified_user

Re: como cobrar do cliente os serviço prestado do link patrocinado

[ Editado ]
Estudante ✭ ✭ ✭

Tem várias formas, cada caso é um caso.

- Você pode estabelecer metas como visitas ou conversões e acertar um valor X por meta atingida

- Cobrar porcentagem em cima do valor investido, ex.: Investimento de R$ 500,00, sendo R$400 pro Adwords e R$100 para o seu trabalho

- Ou ainda acertar um valor mensal pelo trabalho, independente de quantas campanhas estejam no ar

Vai depender muito de como é o seu cliente, do tamanho da empresa se vai fazer apenas algumas campanhas ou muitas

 

Quando é cliente pequeno, geralmente começo com uma taxa fixa, de acordo com o total investido no adwords, e depois conforme os resultado vão aparecendo, vai negociando junto à ele a malhor forma possivel

Re: como cobrar do cliente os serviço prestado do link patrocinado

Mestre ✭
Uma forma mais atual de receber pelo seu trabalho é receber por desempenho. Criar metas de conversão e a cada período fechar um balanço de novos negócios que seus esforços nas campanhas geraram para o seu cliente. Receba por participação. Eu tenho vários clientes que faço assim: eles me pagam um valor mensal para os custos operacionais + uma participação nas vendas geradas por período ( trata-se de um e-commerce).
Fazendo a Web Trabalhar para Você

Re: como cobrar do cliente os serviço prestado do link patrocinado

Principal Colaborador

Olá Pessoal,

 

Teve uma discussão muito interessante e ampla sobre este tema aqui na Comunidade.

 

Podem conferir aqui .

 

A minha resposta foi útil? Se sim, marque-a como a "Melhor resposta".
Nuno Mota
google + "Não podemos prever o futuro, mas podemos criá-lo (Paul Pilzer)"

Google