AdWords
1K Usuários online agora
1K Usuários online agora
Faça perguntas ou compartilhe técnicas para gerenciar suas campanhas de maneira eficiente: um espaço para falar sobre objetivos e estratégias de publicidade e em maneiras de configurar suas campanhas
Guie-me
star_border
Responder

[Evento] Semana com o Especialista - Mobile

[ Editado ]
Mestre ✭ ✭ ✭

Pessoal,

 

é um prazer anunciar nosso primeiro evento aqui na Comunidade: a Semana com o Especialista! Todo mês, queremos trazer um membro da nossa equipe para conversar com vocês sobre um assunto específico.

 

Na semana que vem, Roger Pike, especialista em soluções de publicidade do Google, estará aqui na Comunidade conversando sobre marketing para dispositivos móveis. Você ainda está pensando se deve ou não anunciar em dispositivos móveis? Tem dúvidas sobre como otimizar campanhas para o celular? Gostaria de entender melhor suas opções para anunciar em tablets? O Pike é o cara para responder estas questões.

 

Como parte do evento, teremos dois Hangouts on Air com a participação do Roger e dos nossos Principais Colaboradores: um na terça-feira, às 15h, em que o Roger apresentará dados e materiais sobre Mobile; outro na quinta-feira, às 17h, em que os PCs apresentarão casos em que trabalharam. Os Hangouts serão realizados a partir da Página do Google+ do Google Brasil.

 

Enviem suas perguntas, sugestões, casos, problemas, enfim, tudo o que quiserem saber sobre marketing em dispositivos móveis. Ao longo da semana, a discussão estará rolando neste tópico mesmo.

 

Vamos lá, quero ver o Pike soterrado de perguntas! Smiley muito feliz

___
Circule-me no Google+
AdWords nas redes sociais: Google+ | Facebook | Twitter
Especialistas responderamverified_user

Valeu Pri, tem tudo para dar certo!   Lembrando que vale...

Antigo Principal Colaborador

Valeu Pri, tem tudo para dar certo!

 

Lembrando que vale a pena levantar perguntas práticas e verificar possíveis tópicos para debate.

 

Abs,.

A hashtag para o evento será #semanamobile, para quem qui...

Mestre ✭ ✭ ✭
A hashtag para o evento será #semanamobile, para quem quiser postar a respeito no Google+/Twitter/Facebook.
___
Circule-me no Google+
AdWords nas redes sociais: Google+ | Facebook | Twitter

Bom dia, pessoal!   Hoje é o primeiro dia da primeira nos...

Mestre ✭ ✭ ✭

Bom dia, pessoal!

 

Hoje é o primeiro dia da primeira nossa Semana com o Especialista. O assunto da vez é a publicidade em dispositivos móveis, primariamente celulares e tablets. O Roger Pike, especialista em nossas soluções de publicidade, estará por aqui participando da discussão e respondendo suas dúvidas, trazendo dados do mercado e mostrando as possibilidades que o mundo móvel oferece.

 

O Pike está em treinamento agora pela manhã, mas aparecerá por aqui no início da tarde para conversar com a gente.

 

Acho que podemos abrir a semana com aguns dados do mercado móvel no Brasil:

 

  • Smartphones têm 14% de adoção no país
  • 40% dos usuários usam seus smartphones todos os dias
  • 73% não saem de casa sem seus dispositivos
  • 42% acessam a internet em seus smartphones pelo menos uma vez por dia
  • 50% pesquisam em seus smartphones todos os dias
  • 48% pesquisam informações sobre produtos, 29% procuram restaurantes, pubs e bares, 28% pesquisam sobre viagens
  • As pesquisas em celulares cresceram 5x nos últimos 2 anos, e hoje respondem por 8% de todas as pesquisas de restaurantes e 7% de todas as pesquisas de filmes (fonte: dados de pesquisa do Google)
  • Segundo a Anatel, o Brasil já tem mais de 240 milhões de linhas de celular habilitadas, com mais de uma linha para casa brasileiro

Nos últimos meses, o Google disponibilizou vários destes dados online com as iniciativas Our Mobile Planet e The Mobile Playbook. E os dados não mentem: os dispositivos móveis chegaram para ficar, e as empresas precisam adequar suas estratégias para atingir os consumidores que, cada vez mais, focam na telinha (que não é mais a TV!).

 

Por isso, também lançamos a iniciativa How to GoMo, para ajudar empresas a melhorarem a usabilidade de seus sites em dispositivos móveis.

 

Agora, eu lanço as perguntas para vocês: agências, vocês já estão conversando com seus clientes sobre mobile? Quais as barreiras que vocês encontram? Ou vocês vêem seus clientes pulando neste vagão sem problemas?

 

Para quem não é agência: como mobile está sendo pensado em suas empresas? Ou não está? Seu segmento percebe um movimento maior de celulares? Quais as questões que vocês enfrentam ao pensar em estratégias para celulares e tablets?

___
Circule-me no Google+
AdWords nas redes sociais: Google+ | Facebook | Twitter

Olá Priscila, Aqui em Portugal e acredito que também po...

[ Editado ]
Principal Colaborador

Olá Priscila,

 

Aqui em Portugal e acredito que também no Brasil o problema ainda está na raíz, pois a maioria dos websites ainda não estão preparados para o mobile. 

 

É talvez a questão que origina maior entrave actualmente, mas acredito que o aumento exponencial do mercado mobile vai "obrigar" e sensibilizar as empresas para a necessidade de actualização.

A minha resposta foi útil? Se sim, marque-a como a "Melhor resposta".
Nuno Mota
google + "Não podemos prever o futuro, mas podemos criá-lo (Paul Pilzer)"

Google

Oi pessoal! Estou aqui! Em primeiro lugar, muito obrigado...

Calouro ✭ ✭ ✭

Oi pessoal! Estou aqui!

Em primeiro lugar, muito obrigado por organizarem e participarem desta semana! Tenho muitas novidades e dados para passar mas também queria ouvir muito e dar algumas dicas para vocês e seus clientes.

 

A cada dia vamos focar em um tema específico sobre o mercado de celulares. A Pri compartilhou dados ótimos sobre o mercado brasileiro e podemos ver o incrível potencial que ainda temos e gostaria de começar falando sobre as campanhas de pesquisa em celulares e outros aparelhos móveis.

 

1) DICAS GERAIS:

-Eu diria que a dica mais importante para campanhas voltadas a celulares e aparelhos móveis é: Separe as palavras e anúncios de sua campanha de pesquisa tradicional (desktops). Isto é útil por vários motivos: Primeiro, porque os termos em aparelhos móveis são mais curtos. Pessoas digitam menos em celulares e tablets. (Sim, isto está mudando um pouco com pesquisas por voz mas aindas vai levar um tempo.). 

-Outro motivo importante para separar as campanhas: Os tipos de anúncio e segmentação de sites são totalmente diferentes.

-Vemos em muitos casos um CTR% melhor ou uma taxa de conversão melhor em aparelhos móveis especialmente para produtos locais (Hotéis, restaurantes, aluguel de carros.). A concorrência em celulares ainda é menor e você pode ter mais resultados por uma fração do preço. Houve casos, onde 82% dos usuários fizeram uma reserva pelo celular 1 dia antes de chegar a um hotel.

-Se quiser, aumente o lance de seus anúncios para celular em momentos que o usuário está longe do computador. Há um pico no uso de tablets e celulares após as 18h e também aos finais de semana. Atinja seu consumidor nestes momentos.

-É bom separar também campanhas para celulares e tablets pois o comportamento destes últimos é muito semelhante ao comportamento em desktops. Dentro do AdWords você pode inclusive separar os resultados de suas campanhas por aparelho e saber qual deles trazem mais vantagens aos seus clientes.

 

2) FORMATOS:

-Algo muito importante a ser considerado são os formatos específicos para celular. Não estou falando apenas sobre tamanhos de banner ou limite de caracteres mas também formatos que utilizam ligações telefônicas diretamente ou mapas e rotas até o local. Se a empresa possuir uma loja física ou atendimento telefônico, aproveitem! Outro formato que está sendo cada vez mais utilizado: Download de aplicativos.

-Não ignorem os usuários de WAP! Como a Priscila disse, apenas 14% dos usuários hoje possuem smartphones. Por mais que este número esteja crescendo muito no país, nós temos formatos específicos para WAP e devem ser aproveitados!

 

3) PERGUNTAS:

Algumas questões para continuar a conversa:

-Qual foi a última conversão que você fez em um aparelho móvel? Ela iniciou de uma pesquisa ou diretamente de um app?

-Quais são os principais bloqueios ou desafios em vender e implementar campanhas para celular para seus clientes no dia a dia?

 

Aproveitei para incluir mais alguns dados em uma apresentação neste link.

Abraços!

-

 

 

 

 

Olá a todos.   Boas dicas Pike, é um ótimo começo para qu...

Aprendiz ✭ ✭ ✭

Olá a todos.

 

Boas dicas Pike, é um ótimo começo para quem ainda não está familiarizado com esta nova forma de anunciar.

 

No entanto, eu gostaria de aproveitar a oportunidade para fazer uma observação.

 

Não quero botar água fria no chimarrão de ninguém, tampouco construir uma imagen de estraga prazeres.

 

Quando acompanho discussões acerca de uso de dispositivos móveis na web, sempre vejo ótimos números, no entanto, ao meu ver são números gerais ou relacionados ao segmento B2C, como é o caso dos números apresentado neste tópico.

 

Eu administro os sites de um grupo de empresas, todas com foco no segmento B2B, onde somente um dos sites tem uma média mensal de 90.000 acessos, se eu somar todos os sites do grupo, terei em torno de 180.000 acessos mensais (considerando como fonte o Google analytics, que todos sabemos não nos dá o número exato de acessos).

 

Considerando somente o site com maior percentual de acessos por dispositivos móveis, as visitas oriundas deste tipo de dispositivo, fica na faixa de 0,9%, nos picos chega 1,1% e este site é um dos que tem menor número de visitas (na faixa de 10.000/mes). Não sei se os senhores concordam comigo, mas fica difícil justificar um investimento com estes números. 

 

Obviamente eu sei que isto se deve a questão do perfil de comportamento do usuário (sei que alguém vai dizer:"Ah, mas no B2B o comportamento do usuário é diferente, não dá para comparar."), eu sei disso, mas não é essa a questão.

 

O que eu gostaria de levantar é: 

1- Porque eu não vejo números de acessos via móveis no segmento B2B? Até hoje, em todas as palestras que assisti, todas as estatísticas que vi sempre falam do uso de dispositivos móveis no geral ou no B2C.

 

2- Não se tem números para B2B? Ou eles realmente são tão ruins que não devem ser mostrados (teoria de conspiração. hehehe)? Ou eu que não estou sabendo procurar direito?

 

3- Percentualmente falando, em linhas gerais, como é o volume de acessos vindo de dispositivos moveis em seus sites? Só os meus sites tem percentuais baixos assim?

 

 

Espero ter-me feito entender.

 

Francamente, tenho a expectativa de que este tópico e esta semana sejam muito produtivos para este assunto.

 

Ao mesmo tempo que parabenizo, também agradeço a todos os envolvidos neste projeto por nos dar esta oportunidade.

Olá Valderes e obrigado pela participação! A pergunta é r...

Calouro ✭ ✭ ✭

Olá Valderes e obrigado pela participação! A pergunta é realmente muito boa e tem muito a ver com nossos clientes.

 

Respondendo aos seus pontos:

1) Você tem razão e sim, a grande maioria dos números são em relação ao mercado B2C pois é de onde temos sempre mais dados. Isso vale para a maioria dos dados que são informados no segmento online. O volume para o segmento B2B como um todo ainda tem espaço para crescer. Eu trabalhei durante quase 2 anos aqui cuidando apenas de clientes B2B e sei que este mercado tem algumas particularidades. A conversão em aparelhos móveis era menor, especialmente para serviços com um alto custo/ticket médio ou que necessitassem de um contato posterior então muitas empresas optavam por fazer apenas  campanhas de Branding em aparelhos móveis. Algumas, inclusive optavam por criar aplicativos pois estes garantiam um "espaço" no aparelho do cliente e inclusive ofereciam um serviço adicional. (Ex: Centra. de controle, coordenação de pedidos, etc.)

 

2) Eu não tenho dados prontos do segmento B2B no geral mas posso procurar e prometo postar aqui. Se tiver algum segmento específico fica mais fácil. Como disse no post de ontem: Alguns segmentos (especialmente os locais) possuem mais acessos mas existem segmentos que ainda vão levar um tempo a chegar no mundo móvel.

 

3) Essa pergunta deixo mais para os outros membros da Comunidade. Também gostaria de saber mais sobre o acesso a sites B2B e B2C nos sites de vocês.

 

Obrigado e não percam o nosso Hangout HOJE ás 15h na Página do Google Brasil.

Abraços!

Oi Priscila,   Tenho conversado pouco com meus clientes s...

Principal Colaborador

Priscila escreveu:

 

Agora, eu lanço as perguntas para vocês: agências, vocês já estão conversando com seus clientes sobre mobile? Quais as barreiras que vocês encontram? Ou vocês vêem seus clientes pulando neste vagão sem problemas?

 

Para quem não é agência: como mobile está sendo pensado em suas empresas? Ou não está? Seu segmento percebe um movimento maior de celulares? Quais as questões que vocês enfrentam ao pensar em estratégias para celulares e tablets?


 Oi Priscila,

 

Tenho conversado pouco com meus clientes sobre mobile, mas tem alguns que já começaram a se mexer com relação a isso. Num geral foram pouquíssimas as conversões vindas de smartphones, mas acredito, como o Nuno, que o motivo seja mesmo problemas na origem. Os sites deles não são legais para acessar por celulares. E quando falamos em investir para desenvolver um site para funcionar bem em dispositivos móveis, já viu, né. O argumento de recursos limitados é usado na hora...rs. Acho que só depois de eliminarmos este problema poderemos avaliar melhor resultados.

 

Estamos concluindo uma versão mobile para o site de um cliente usando a ferramenta que o projeto GoMo disponibiliza. Estou achando muito simples de mexer.

 

Precisamos mesmo testar se o negócio dele funciona para os visitantes originados destes dispositivos. Com estes resultados em mãos é que teremos argumentos fortes que justificarão o investimento em uma plataforma mais profissional.

--

Google+ | LinkedIn | Twitter


"O primeiro passo para aprender a pensar, curiosamente, é aprender a observar. Só que isso, infelizmente, ninguém ensina." (Stephen Kanitz)

Olá Valderes,   Dos websites que tenho oportunidade de fa...

Principal Colaborador

Valderes escreveu:

Olá a todos.

 

 

3- Percentualmente falando, em linhas gerais, como é o volume de acessos vindo de dispositivos moveis em seus sites? Só os meus sites tem percentuais baixos assim?

 



Olá Valderes,

 

Dos websites que tenho oportunidade de fazer análise estatística, noto que as visitas a partir de dispositivos móveis tem aumentado ainda que ligeiramente, no entanto são números ainda residuais. Estou certo que o paradigma está a mudar, e que os primeiros a adaptar-se vão "colher os frutos".

 

Existe ainda muito trabalho a fazer, sobretudo na sensibilização e mudança de mentalidades...

A minha resposta foi útil? Se sim, marque-a como a "Melhor resposta".
Nuno Mota
google + "Não podemos prever o futuro, mas podemos criá-lo (Paul Pilzer)"

Google