AdWords
941 Usuários online agora
941 Usuários online agora
Aprenda a usar recursos e relatórios para medir seus resultados com o AdWords: quais os melhores relatórios do AdWords e as principais formas de utilizá-los para entender e otimizar a performance de sua conta
Guie-me
star_border
Responder

Diferença da Receita para o vendido realmente

Estudante ✭ ✭ ✭

Oi, bom dia pessoal!

 

Tudo bem?

 

Ontem estive com um cliente apresentando um relatório de resultados deste mês, e ele me questionou a diferença da receita do analytics, para o que efetivamente foi vendido este mês pelo e-commerce. Ele apontou que essa diferença compreende uns 30%, e já vem nessa média há mais ou menos 4 meses.

 

Essa diferença compreenderia as pessoas que efetuaram a compra através de boleto bancário. Mas é normal esses 30%, está na média, ou isso vai variar de segmento para segmento? Como é com vocês?

 

Obrigada!

Especialistas responderamverified_user

Re: Diferença da Receita para o vendido realmente

[ Editado ]
Aprendiz ✭ ✭ ✭

Oi Karen, tudo bem?

A quebra realmente de boleto tende a ser mais alta em relação a pagamentos via cartão de crédito. Não existe uma média na minha opinião dependerá muito do ticket médio, por exemplo, se o ticket médio do meu produto é R$ 1.000,00 a tendência é que a quebra seja mais alta.

Para minimizar a diferença muitos e-commerces possuem atendimento reativo onde entram em contato com o cliente perguntando se possuem alguma dúvida sobre o pagamento via boleto. Este é um método que muitos clientes que já atendi possuem e que ajuda em muito no aumento de receita.

Espero ter ajudado.

Abs

Alexandre Perez Hernandez

Re: Diferença da Receita para o vendido realmente

Principal Colaborador
Olá Karen, o que acontece é que o Analytics não consegue identificar se a pessoa pagou ou não o boleto, ele considera que ao passar pela página de finalização da compra, a venda foi concretizada, mas quando se fala de boleto a pessoa não necessariamente precisa pagar ele.

Quanto a diferença de 30%, pode variar sim de segmento para segmento, isso vai depender do comportamento de compra do público e obvio das formas de pagamento que a loja apresentar.

Para o AdWords você pode resolver este problema de conversões não concretizadas utilizando as conversões offline veja aqui como proceder https://support.google.com/adwords/answer/2998031?hl=pt-BR

Re: Diferença da Receita para o vendido realmente

Principal Colaborador

30% das vendas totais: Não me assusto se considerar fraudes de cartão de crédito - muitas das vendas não são aprovadas pela operadora ou os dados do comprador são muito suspeitos - neste caso a fraude varia muito de segmento para segmento - mas 30% das vendas totais somente por boleto, eu acho estranho pois significaria que o percentual exclusivamente de boletos seria bem maior que os 30% dos boletos emitidos para conseguir afetar assim o percentual incluindo outros meios de pagamento.

 

Eu investigaria o caso no cliente, com mais clareza antes de assumir que se trata somente de boletos como o cliente diz, pode ser até casos de compras duplicadas ou código registrando valores incorretos, pode ser ainda alguém na empresa fazendo compras de teste sem seu contato saber.

 

De qualquer forma, o Analytics não é uma ferramenta que se espera precisão dos dados.

 

Se seu cliente estiver muito incomodado com os dados, você pode oferecer de reverter o valor das vendas e quantidade dos itens no e-commerce do Analytics - assim o valor do Analytics bateria com o faturamento.

 

Algumas  poucas plataformas já fazem o processo se o usuário reverter as vendas nela.

 

Caso a plataforma não reverta as vendas no Analytics, você pode implementar um método de remoção meio que manual e você mesmo fazer remotamente, após o cliente lhe passar detalhes dos itens a reverter:

 

https://support.google.com/analytics/answer/1037443?hl=pt-BR

 

 

 

 

___

"Você não precisa de uma empresa de 100 funcionários para desenvolver aquela ideia" ~Larry Page

Re: Diferença da Receita para o vendido realmente

Estrela em Ascensão

Exatamente como o pessoal disse acima...

 

Quando trabalhei com Ecommerce nós criamos uma planilha própria de controle de investimento de campanhas Google + pedidos efetuados no site para analisar a real movimentação do trabalho...

 

A estrutura era bem legal na verdade, conseguíamos encontrar possíveis gargalos e corrigir rapidamente de um mês para outro quando havia problemas...

 

Mais ou menos assim:

 

PEDIDOS.png

 

Enfim... A ideia é controlar movimento cliente + movimento de visitas totais do site, orgânicas, diretas, adwords, campanhas de promoção, frete grátis, modalidades de pagamento...

 

Quando mais próximo melhor!!

(Quando o cliente permite, é claro! Rssss)

_ _ _ _ _
Att Ricardo Fernandes


Re: Diferença da Receita para o vendido realmente

Estudante ✭ ✭ ✭
Oi Alexandre,

Obrigada pela reposta, estou analisando a diferença entre os meses setembro e outubro, e setembro o ticket médio foi menor que o desse mês. Quanto maior o ticket médio, maior será a quebra correto?

Gostei da sua sugestão do atendimento reativo, vou sugerir essa ideia, caso eles ainda não o façam.

Obrigada.

Re: Diferença da Receita para o vendido realmente

Aprendiz ✭ ✭ ✭
Oi Karen,

O ticket médio na minha opinião deverá oscilar mesmo, esta movimentação é natural de mercado porque pode depender de mix de produtos e promoções por exemplo. Eu acredito que quanto for maior o ticket médio a quebra poderá ser maior, mas esta não é uma verdade absoluta, é uma tendência que já vi bastante. Já atendi uma conta no segmento de eletrodomésticos onde o ticket médio variava de R$ 10,00 a R$ 3.000,00, neste caso a quebra de pagamento era maior nos produtos com valor mais elevado.

Sobre o atendimento reativo se conseguir implementar em seu cliente deverá ajudar muito.

Espero ter ajudado.

Abs

Alexandre Perez Hernandez